Manaus e Belém

Belem e Manaus (5)

A região Norte do Brasil é composta por sete estados. Ela é a maior região do país. Aqui estão localizados grandes marcos culturais, geográficos e naturais. Devido ao seu tamanho e suas atrações, a Golden Tour facilitou a forma de fazer turismo neste enorme território e criou um pacote especial que irá levar seus clientes à Manaus – capital do Amazonas e a Belém – capital do Pará.

Aproveite para conhecer mais sobre estas cidades e embarque em uma aventura regada à ecoturismo, desenvolvimento sustentável, belos parques, planetários, museus, áreas verdes, cachoeiras, praias e muito mais!

Manaus

A capital do Amazonas é o principal centro financeiro, corporativo e econômico do Norte do Brasil. É uma cidade histórica e portuária localizada no interior da maior floresta tropical do mundo.

Em relação ao turismo, Manaus não deve nada à nenhum outro destino do país. Ela é uma das cidades brasileiras mais conhecidas mundialmente devido à suas atrações, sendo o décimo maior destino de turistas no Brasil.

A cidade destaca-se pelo seu patrimônio arquitetônico e cultural com numerosos palácios, museus, teatros, bibliotecas e universidades. Porém, a grande atração de Manaus é um dos maiores espetáculos naturais do planeta: a Floresta Amazônica.

A Amazônia possui 5,5 milhões de km² e abrange nove países. Porém, sua principal área encontra-se em solo brasileiro. Esta é a maior floresta tropical do mundo e a que possui a maior biodiversidade. Caminhar em suas matas e trilhas é uma verdadeira aula de biologia. Estima-se que aqui estão mais de 60% de todas a formas de vida existentes no planeta, sendo algumas delas ainda desconhecidas pela humanidade. Neste local também encontramos cerca de 3 mil espécies de árvores, muitas delas centenárias e com altura superior à 100m.

Ao visitar a Amazônia, não deixe de se hospedar por, pelo menos uma noite, em um hotel de selva. São locais bem aconchegantes que oferecem ótimos serviços. Já a experiência de ficar em um local assim, não tem comparação. Aqui você irá dormir escutando pássaros e macacos noturnos em um quarto feito com madeiras da região.

Para relaxar e se refrescar, a dica é ir na Praia da Ponte Negra, um dos locais mais famosos de Manaus onde milhares de pessoas se reúnem diariamente para curtir o clima tropical, as águas do Rio Negro e as apresentações noturnas do boi-bumbá, ritmo típico da região.

Outra atração turística forte na região amazônica é a pesca esportiva. São milhares de espécies de peixes em um dos poucos lugares do planeta em que é possível praticar o esporte em meio à exuberante beleza selvagem.

Na Amazônia você também poderá entrar em cavernas, fazer rapel em grutas, atravessar quilômetros de rio em balsas e barcos, conhecer tribos indígenas, e se aventurar em montes e morros.

Voltando à cidade de Manaus, visite outros pontos turísticos magníficos, como o Encontro das Águas, local onde os rios Negro e Solimões se misturam; o Teatro Amazonas, construído em 1886, principal patrimônio cultural arquitetônico do estado; o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Jardim Botânico Adolpho Ducke.

Outro local que merece ser visitado é o Mercado Municipal Adolpho Lisboa. Um dos importantes centros de comercialização de produtos artesanais e regionais do estado, o mercado foi construído de frente para o Rio Negro, no período áureo da extração da borracha, em 1882.

Há 420kms de Manaus, está localizada a cidade de Parintins, palco de uma das mais tradicionais festas folclóricas do Brasil. O Festival de Parintins ocorre sempre nos dias 28, 29 e 30 de junho e atrai mais de 50 mil visitantes todos os anos. Nesses três dias, os bois do Garantido (vermelho) e do Caprichoso (azul) deixam seus “currais” – espécies de quadras de escolas de samba- para viver um enredo simples, inspirado na história da morte do boi mais bonito da fazenda, sacrificado pelo personagem Pai Francisco, que pretende roubar-lhe a língua para satisfazer os desejos de gravidez de sua mulher, Mãe Catirina. Perseguido pelo patrão e dono do animal, Pai Francisco se esconde entre os índios, enquanto o dono da fazenda tenta ressuscitar o boi, o que só acontece com a ajuda do pajé. Com o boi de volta à vida, Pai Francisco está salvo, e a festa continua.

As ruas desta cidade, os telefones públicos e muitas outras placas têm forma de boi. Os postes de luz, placas de trânsito e comércios são pintados de azul ou vermelho, dividindo a cidade em duas, como se fossem torcidas organizadas pelos bois Garantido e Caprichoso.

Fora dos períodos de festas e festivais, a cidade é pacata e de exuberante beleza.

Belém

Belém é muito conhecida por conta do Círio de Nazaré, a maior procissão religiosa do Brasil. Mas a capital do Pará tem muitos outros atrativos que merecem ser conhecidos e desvendados.

A cidade possui 1,6 milhão de habitantes e foi fundada em 1616. Banhada pela Baía do Guajará, seu marco de fundação é o Forte Presépio, uma antiga fortaleza que atualmente abriga um museu de peças de cerâmica marajoara e tapajônica. Comece seu tour pela cidade, nesta construção. No pátio interno da Fortaleza ainda é possível ver os canhões originais do forte.

Aproveite a visita ao Forte Presépio e conheça todo o complexo Feliz Lusitânia, que abriga ainda o complexo de Santo Alexandre, a Catedral da Sé, a Casa das Onze Janelas, a igreja de São João e o Palácio Episcopal, onde funciona o Museu de Arte Sacra do Pará.

Independente de sua religião e, mesmo que você não passe pela cidade em outubro, época do Círio de Nazaré, não deixe de visitar a Basílica de Nazaré, igreja inaugurada em 1909 que guarda a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará. Além da bela construção, neste local também está o Museu do Círio que abriga inúmeras obras de arte sacra.

Na Feira do Ver-o-Peso, você irá passear em nada mais nada menos que a maior feira livre da América Latina. Esta atração tem mais de 380 anos e muitas histórias para contar. A Feira é um dos maiores pontos turísticos da capital paraense e você poderá encontrar todos os tipos de coisas a venda.

No Parque da Residência é possível curtir uma bela área de lazer e um orquidário com centenas de espécies de flores da Amazônia. Já na Estação das Docas você vai se sentir em Puerto Madero, bela atração de Buenos Aires. Aqui, a proposta é a mesma: galpões de ferro inglês à beira da baía do Guajará com bares, restaurantes, lojas e casas noturnas.

Quando você estiver em Belém, não deixe de visitar a Ilha de Marajó. Esta é a maior Ilha fluvial do planeta e fica à apenas 3hs de barco da capital. Aqui você poderá fazer turismo rural com direito à cavalgadas, canoagem em áreas alagadas do arquipélago e pesca esportiva.

Com belas praias, igarapés, belíssima natureza e culinária típica, o visitante pode se hospedar em uma das diversas fazendas da região e viver por alguns dias como um típico marajoara.

Seu passeio só estará completo quando você montar no lombo de um búfalo para um passeio. Estes animais são abundantes por aqui e são usados como taxi e até mesmo para a montaria da polícia.

Antes de viajar para esta região, escolha bem a época, pois a chuva e o calor são grandes características da região Norte. No primeiro semestre do ano, chove quase todos os dias o que impede a travessia de alguns pontos. A principal vantagem é que neste período a temperatura é mais amena. No segundo semestre, os termômetros batem facilmente os 40ºC, mas a água já está bem mais baixa e é possível circular facilmente pela região.

Galeria de Imagens

Solicite Seu Orçamento