Malásia

Malasia (2)

Famosa por suas torres gêmeas Petronas Tower, consideradas as mais altas do mundo durante algum tempo, a Malásia tem muito mais atrativos do que se pensa. Dividida em duas partes distintas, você pode ver nesse país tanto a modernidade da sua capital, com enormes arranha-céus, como vilarejos calmos e paradisíacos de pescadores.

Um misto da cultura chinesa, malaia e indiana, o país é um grande mosaico de aromas, sabores e cores. Na capital, Kuala Lumpur, os arranha-céus dominam a paisagem, embora você ainda possa encontrar mais ao centro edifícios coloniais. A Chinatown é bastante agitada e colorida, cheia de mercados a céu aberto.

É ainda bastante comum na Malásia transformar cavernas em grandes templos. Ao todo são mais de 50 cavernas-templos no país. As mais importantes são a de Sam Poh Tong e Perak Tong, na cidade de Ipoh e a Batu Caves, a mais famosa, que fica bem próxima a Kuala Lumpur.

Perak Tong é usado há quase 100 anos como templo budista. Muitas estátuas de Buda adornam a caverna, incluindo a maior estátua do país, um Buda sentado de mais de 12 metros de altura. A vista do alto de Perak Tong é incrível, mas para isso você precisará subir nada mais, nada menos que 500 degraus cortando a caverna.

Sam Poh Tong fica na entrada de Ipoh. Seus jardins são tão belos que já foram eleitos os mais bonitos da Malásia. Além disso, os jardins ainda são a morada de mais de 300 tartarugas. Uma parada breve já é suficiente para admirar as belezas desse templo.

A mais famosa caverna-templo da Malásia é a Batu Caves. São três cavernas que compõe o templo, sendo que para a caverna principal é necessário subir 262 degraus e ainda ser rápido para não ter comida roubada pelos macacos adoradores de turistas que ficam por lá. É fácil chegar até Batu Caves através de metrô, que te deixa na porta do lugar por menos de um real.

Em Málaca você terá um choque de história. A cidade tem ruas misteriosas, lojas de antiguidades, templos e edifícios que remetem ao período colonial. Você pode visitar Stadthuys, um conjunto de edifícios com características holandesas que abriga alguns departamentos do governo e o Museu Etnográfico. Visite ainda as ruínas da Igreja de São Paulo e o templo de Cheng Hoon.

Em Georgetown, visite o templo de Khoo Kongosi, o templo de Kuan Yin Teng e ande com o funicular de Penang Hill, uma espécie de trem puxado por cabos sobre trilhos, que se eleva cerca de 800 metros, proporcionando uma vista incrível da cidade e permitindo ainda a visita a um tempo hindu e uma mesquita.

Quem viaja para a Malásia não pode deixar de visitar suas belas praias. As melhores estão localizadas na ilha de Pulau Langkawi e de Tioman, sendo que para chegar na segunda, PE preciso tomar um barco partindo de Mersing ou de Singapura.

O melhor período para visitar o país é de janeiro a agosto se você for até a costa Ocidental e de março a setembro para a região de Sabah e Sarawak. Para quem pretende visitar as praias, evite o período chuvoso na costa Oriental da Malásia, que acontece entre novembro e janeiro.

Galeria de Imagens

Solicite Seu Orçamento