Fernando de Noronha

Fernando de Noronha (1)

O paraíso existe. Ele fica no Brasil, há 545 quilômetros de Recife e tem nome e sobrenome: Fernando de Noronha. Com praias douradas, um mar de tirar o fôlego e uma vida marinha privilegiada, o arquipélago é, sem dúvida, uma filial do jardim do Éden.

Fernando de Noronha é um arquipélago pertencente ao estado de Pernambuco, formado por 21 ilhas e ilhotas. A principal delas tem apenas 17 quilômetros quadrados e a menor BR do país, a 363, com seis quilômetros de extensão.

A ilha teria sido descoberta, provavelmente, por Gaspar de Lemos em 1500 ou por uma expedição da qual Duarte Leite erroneamente terá atribuído o comando a Fernão de Noronha, em 1501-1502. Porém, o primeiro a descrevê-la foi Américo Vespúcio.

O arquipélago foi palco de várias guerras e disputas. Em 1534 foi nomeado território inglês. De 1556 até 1612 a ilha foi tomada pelos franceses. Entre 1628 e 1635, foi dominada pelos holandeses. O controle português voltou em 1700. Contudo, depois de 36 anos, a ilha foi conquistada novamente pelos franceses e, um ano depois, em 1737, foi ocupada definitivamente pelos portugueses.

Antes de se tornar o paraíso turístico e ecológico dos dias atuais, o arquipélago foi local de detenção de condenados enviados a cumprir pena no presídio ali existente, que funcionou de 1737 a 1942. Depois desse período, até 1982, Noronha tornou-se uma área militar, sendo aberta somente nos anos 90 para o turismo.

O arquipélago foi transformado em Parque Nacional Marinho e tombada pela Unesco como Patrimônio Mundial Natural. Aqui, tudo é controlado e preservado. Para se ter uma idéia, apenas 700 pessoas podem pernoitar no arquipélago simultaneamente.

Com praias divididas em mar de dentro e mar de fora, é fácil coordenar a infinidade de atrativos e atividades. Aqui você pode passear, andar de caiaque, fazer passeios de bugue, curtir a praia, surfar, apreciar os golfinhos e fazer expedições de mergulho. A ilha é um dos melhores lugares do mundo para a prática do esporte.

Para quem não se arrisca a ver o mar a mais de 15 metros de profundidade, pode se divertir e se encantar com as belezas escondidas nas piscinas naturais do Atalaia, que vão muito além dos peixinhos e dos corais coloridos.

A natureza em Fernando de Noronha é tão presente e tão pura que é comum ter tartarugas e arraias nadando lado a lado com os visitantes.

As famílias de golfinhos também são um dos grandes atrativos da ilha. Na Baía dos Golfinhos, os turistas podem observar de perto estes animais e até nadar ao lado deles.

Curtir um local tão rico historicamente e tão belo é um passeio para poucos privilegiados. Portanto, aproveite!

O pacote inclui:

  • Passagem aérea Curitiba / Noronha / Curitiba;
  • Transfer aeroporto / pousada / aeroporto;
  • 04 noites na Pousada Carmô com café da manhã;
  • Palestra de introdução;
  • Bolsa de viagem.

Valor por pessoa em apto duplo: Sob consulta.

Galeria de Imagens

Solicite Seu Orçamento