Deserto do Atacama, Salar de Uyuni e Salta

Salar de Uyuni05

Que tal conhecer lugares inóspitos com paisagens belíssimas? Confira nosso pacote especial de aventura que passa por dois desertos (um de sal!) e uma cidade pequena e curiosa!

Deserto do Atacama (San Pedro de Atacama)

O Deserto do Atacama, localizado no Chile, é um dos lugares mais visitados do mundo. O clima, a vegetação exótica e as paisagens exuberantes atraem milhares de turistas de todos os continentes.

Sua principal cidade é San Pedro de Atacama, charmosa e agitada, com 2.438 metros de altitude, é considerado o deserto mais seco e mais alto do planeta.

As construções de San Pedro são feitas de adobe, um tipo de barro que mantém a temperatura da parte a interna das casas agradável, seja no frio ou no intenso calor, dando um charme a mais a cidade.

Lagoas salgadas, vulcões, cordilheira de sal, lagoas altiplânicas e muitos outros pontos turísticos estonteantes podem fazer parte do seu itinerário. Além dessa beleza fascinante, Atacama ainda conta com uma história bastante rica e seus vestígios ainda podem ser observados nas ruínas de antigas civilizações, múmias e arte rupestre.

Para quem quer conhecer um pouco da cultura do país e da cidade, vale a pena visitar o Museu La Paige, que conta 10 mil anos da história do povo atacamenho. O local possui peças de ouro, cerâmica e algumas múmias de 2 mil anos de idade. A Igreja de San Pedro foi fundada a quase 400 anos e possui uma típica arquitetura do deserto, com teto feito de pranchas de cactos presas com couro de guanaco.

Quer tranquilidade e um lugar para comprar souvenires? A Feira de Artesanato pode ser o lugar certo. Com pequenas lojas onde os nativos da região vendem sua arte feita de lã, madeira de cactos e pedra pome.

Para os aventureiros, é importante conhecer o Valle de la Luna, Valle de Marte e Cordilleira de la Sal. Durante o tour na Grand Duna pode-se ver um lindo pôr-do-sol e a mudança de cores da cordilheira.


Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni é a maior planície salgada do mundo. O deserto de sal está localizado no Departamento de Potosí e de Oruro, sudoeste da Bolívia, no altiplano andino, a 3.650m de altitude. Aqui há um lago, do mesmo nome, de 12 mil km² coberto de sal, que em épocas remotas, fazia parte de um grande mar interior, se estendendo até Titicaca, fronteira com o Peru.

No início de novembro, quando começa o verão, o Salar vira lar de três espécies de flamingos: o chileno, o andino e o flamingo de James. Os flamingos aparecem no início do período de chuvas, época que também acontece o descongelamento das geleiras nos Andes. Este fenômeno deixa o Salar coberto de água, tornando-o um imenso lago com profundidade média de 30 cm. Nesse período, o local parece um enorme espelho que se confunde no horizonte com o céu. Assim os passeios ficam restritos a algumas áreas, porém mais bonitos e curiosos.

Entre abril e novembro todo o salar fica acessível, pois torna-se um imenso deserto seco com uma paisagem ainda mais árida e exótica.

A maior atração do Salar de Uyuni é a ilha El Pescado, ocupada por rochas e cactos, que dá realmente a impressão de ser uma ilha, embora não esteja na água e sim sobre sal. Lá, você encontra um hotel inteiramente feito de sal, desde os móveis até as paredes. Para conhecer basta ir até o povoado de Colchani e logo avistará o Palácio de Sal, como é chamado.

Uma dica importante para quem for visitar o Salar de Uyuni: óculos escuros, protetor solar e roupas quentes são indispensáveis. O sol refletido na brancura do sal pode causar danos à visão. Apesar do sol forte, faz muito frio, mesmo durante o dia e no verão. À noite, a temperatura cai ainda mais. Quem for passar a noite no Salar deve estar especialmente preparado, com roupas adequadas ao clima. No inverno, é praticamente certo enfrentar temperaturas abaixo de zero grau.

Além do deserto de sal, ilha do Pescado e as lagoas coloridas, é possível conhecer lagoas de águas termais, sendo uma delas formada de piscinas e a outra natural. Também existem géiseres que exalam vapor a uma temperatura de 38°C, a mesma temperatura da água. Outro local que deve fazer parte do seu passeio por aqui é a “Islã Incahuasi”, um lugar de milhares de cactus gigantes (até 18mts), que impressionam por sua beleza.

Salta

A cidade de Salta fica localizada na Argentina e é conhecida como “la linda”, pelas grandes áreas verdes preservadas há mais de mil metros de altura. Preserva também, um estilo colonial nas arquiteturas das casas e das ruas.

Salta é o centro de geografias muito diferentes: de um lado você pode conhecer os cumes andinos. Do outro, as planícies orientais com clima quente e úmido. No centro de tudo, você vê a encruzilhada de rotas que já que já ligaram a riqueza do Rio de Prata a Lima nos tempos em que a região estava sob domínio espanhol.

O Vale de Lerma é o trecho mais explorado por turistas. Vistas incríveis que chega a faltar o fôlego, literalmente. O ponto turístico mais famoso é o Cerro San Bernardo, que fica a 1.454 metros de altura. Chegando ao topo, você consegue ter uma visão extraordinária de toda a cidade. Para facilitar, existe um teleférico que sai do Parque San Martín passando por todo o trajeto.

A Província de Salta vive naturalmente nas alturas. Tão normal, que foi preciso até construir um trem que pudesse chegar o mais perto possível do céu: o “Tren a las Nubes”. Considerado um marco da engenharia arrojada, o trem sai de dentro da montanha da Quebrada del Toro, “escalando” tudo e alcançando 4.200 metros no destino final: o Viaducto La Polvorilla.

Apesar de ser pequena, Salta tem 8 museus que contam a historia da cidade e mostram os trabalhos dos artistas argentinos. Para quem gosta de viajar no tempo, visite a Catedral de Salta, construída no século XVI e a Igreja de San Francisco, do século XVIII.

Gostou do pacote? Converse com a Golden Tour e conheça esses três locais com mesma viagem!

Galeria de Imagens

Solicite Seu Orçamento